Há instituições de ensino técnico ilegais em Nampula

0
242

Nampula (IKWELI) – A direcção provincial do Ensino Superior, Técnico, Profissional de Nampula declara tolerância zero contra todas as instituições de ensino técnico profissional que funcionam ilegalmente neste ponto do país.

Trata-se, maioritariamente, de instituições do ramo privado que se dedicam a formações de curto prazo, emitindo, assim, certificados falsos para os seus clientes, por isso, a medida agora é o encerramento por definitivo das mesmas.

Leo Jamal, director provincial do Ensino Superior, Técnico, Profissional em Nampula, confirma o caso em entrevista ao nosso jornal, apontando que para o presente ano uma instituição vai fechar as portas e outras vão banir cursos que leccionam sem licença devida.

“Apelamos aos pais e encarregados de educação para que sempre perguntem se a instituição do ensino técnico tem alvará e se nele consta o curso no qual pretendem inscrever os seus educandos, porque ao contrário, corre-se o risco de se investir no educando durante muito tempo, para depois não ter certificado válido”, disse o dirigente.

O nosso interlocutor não quis revelar os nomes das instituições técnicas que funcionam ilegalmente na província de Nampula, porque segundo ele, só poderá tornar publica as respectivas identidades depois do despacho oficial.

A nossa equipa de reportagem, apurou de fontes seguras que o Instituto de Administração e Comunicação (IAC) e o Instituto MAJOMA não vão funcionar neste ano na cidade de Nampula, dado ao seu relacionamento as irregularidades anteriores.

Em relação ao IAC, apuramos ainda que no presente ano apenas vai operar na província do Niassa. (Constantino Henriques)