Sporting e Benfica de Monapo unificam-se

0
348

Nampula (IKWELI) – As direcções dos clubes Sporting e Benfica ambas da vila municipal de Monapo, na província de Nampula, decidiram deixar as suas diferenças e se uniram formando uma única equipa que a partir deste ano passa a representar a vila no campeonato nacional da 2ª liga zona norte.

Foram muitos anos de muita violência no campo da vila municipal de Monapo sempre que acolhesse os encontros entre estes dois rivais. Alias, como podemos ficar recordados, mesmo sem o confronto entre Sporting e Benfica nos bairros até nos postos de trabalhos as confusões não acabavam, porque cada um defendia o seu emblema.

Um dos sinais de “ódio” entre desportistas da vila de Monapo foi vivido na época passada, onde a contar para mais uma jornada da segunda liga nacional entre o Benfica de Nampula e o Ferroviário de Pemba, a direcção encarnada terá ordenado que fossem aplicados preços altos do custo de bilhetes de ingresso, como forma de não permitir que os sportinguistas se rendessem e não tivessem acesso ao jogo, isso porque, no lugar de apoiar a equipa local, os leoninos iriam apoiar os forasteiros.

O Futebol Clube de Monapo é o nome da equipa que surge em resultado da união dos rivais do conselho autárquico de Monapo.

A iniciativa segundo apuramos foi do actual presidente do Conselho Autárquico de Monapo, Abdul Amed, ou simplesmente Medinho, como é conhecido na arena futebolística nacional, o qual antes de entrar no mundo político foi presidente do Sporting de Monapo.

“Este ano unificamos a equipa, porque vimos que a equipa é indivisível. Pedi as duas direcções a se unirem e concordaram”, disse Medinho.

O autarca de Monapo acredita que com aquela união é o princípio do fim dos conflitos entre os apoiantes das duas anteriores equipas. Sinal disso é o jogo do pretérito fim-de-semana realizado na vila de Monapo onde a equipa local perdeu diante do Desportivo de Nacala, inserido na super taça provincial, prova que marca o inicio oficial da época futebolística na província de Nampula.

Outra motivação desta união é para minimização dos gastos, uma vez que os dois emblemas careciam de um apoio extra para o prosseguimento dos seus trabalhos. Este ano por exemplo, os dois conjuntos estariam a militar na 2ª liga nacional zona norte para disputar a única vaga do Moçambola do próximo ano.

Para esta época constitui objectivo principal qualificar a equipa para o Moçambola, edição de 2020 e para o efeito, o autarca de Monapo promete ajudar a equipa na procura de parcerias para disputar a 2ª liga em pé de igualdade com os adversários. “Vamos pedir parcerias aos comerciantes e outros agentes económicos, para que a equipa não enfrente dificuldades durante a competição”, concluiu o autarca. (Constantino Henriques)