Depois da “má relação” com exército de ratos família do governador de Nampula volta a “boca do povo”

0
3913
Victor Borges, governador da província de Nampula, que tinha abandonado a sua residência fugindo de uma suposta praga de ratos em plena cidade de Nampula
Victor Borges, governador de Nampula
  • Desta vez o filho do governador, Djuba Borges, atropelou três pessoas e ainda ameaçou populares que assistiram o incidente.

Nampula (IKWELI) – Djuba Borges, um dos filhos do governador da província de Nampula, Victor Borges, atropelou, na manha desta quinta-feira (04), três pessoas em dois acidentes diferentes, um ocorrido na zona do mercado grossista do Waresta e o outro nas imediações do Hospital Psiquiátrico de Nampula, vulgarmente conhecido por Clínica, tendo causado ferimentos, dentre graves e ligeiros, as suas vítimas.

Nossas fontes que testemunharam os acidentes confirmaram que observaram uma certa agitação no filho do governante, alegadamente, porque estava sob efeito de bebidas alcoólicas. Na ocasião, o autor exaltou-se quando a população quis socorre-lo, apontando que “é filho do governador”.

Djuba seguia numa viatura de marca Jeep, com a chapa de inscrição AGJ-300 MP, e fazia o percurso vila de Rapale – cidade de Nampula, na Estrada Nacional Número 13, EN13.

O luxuoso carro em que seguia bebado Djuba Borges
A luxuosa viatura onde seguia Djuba

O excesso de velocidade, segundo apurou o Ikweli, foi a causa do sinistro, aliado a violação das normas de trânsito, incluindo condução sob efeito do álcool.

No mercado do Waresta, as vítimas do Djuba Borges foram duas pessoas, e a segunda foi arrastada sem dó e nem piedade em frente ao Hospital Psiquiátrico de Nampula.

Sualehe Afonso, popular que assistiu o incidente e que aceitou gravar entrevista com o nosso repórter, disse que Djuba seguia em alta velocidade com as duas primeiras vítimas na sua viatura, com destino para o centro de saúde anexo ao Hospital Psiquiátrico de Nampula, quando no chamado cruzamento de Waresta atropelou uma outra vítima. “Ele vinha com duas pessoas no carro, em alta velocidade, e não conseguiu contornar para a entrada do Centro de Saúde, tendo atropelado mais um senhor que estava de motorizada”.

Já no segundo acidente, o filho do chefe do executivo de Nampula simulou uma fuga que não resultou porque foi barrado, segundo contou ao Ikweli Adelino Mário, munícipe que assistiu o incidente.

“Se não fossemos nós, ele não ia parar porque dizia que é filho do governador e não vai lhe acontecer nada”, contou-nos Adelino, para depois questionar: “quando alguém é filho de dirigente é para massacrar pessoas ou matar, como se fossem galinhas?”.

Por seu torno, o chefe do Banco de Socorro do Centro de Saúde Anexo ao Hospital Psiquiátrico de Nampula, Albino Maricoa,  referiu que o estado dos três pacientes é crítico, o que fez com que os mesmos fossem, imediatamente, transferidos para o Hospital Central de Nampula.

Uma das vítimas de Djuba
Estado em que ficou uma das vítimas de Djuba

Entretanto, a chefe das Operações da Polícia de Transito, no Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Nampula, Lucília Chafete, disse que Djuba Borges não estava sob efeito de álcool, ainda que a olho desarmado o mesmo apresentava aspectos atinentes. (Aunício da Silva e Celestino Manuel)