Desconhecidos vandalizam delegação do MDM na cidade Nampula

0
244
Edifico onde funciona o MDM na cidade de Nampula

Nampula (IKWELI) – A delegação política do partido Movimento Democrático de Moçambique (MDM) na cidade de Nampula, no norte do país, foi vandalizada por desconhecidos na madrugada da última sexta-feira (12).

Segundo apurou Ikweli no local, o partido liderado por Daviz Simango perdeu, na investida dos malfeitores, 80 cadeiras, 150 lanternas usadas nas eleições autárquicas de Outubro de 2018, três ventoinhas e documentos diversos.

Na cidade de Nampula, a sede do MDM fica localizado no bairro de Namicopo, próximo a padaria Nampula, entre a avenida do Trabalho e a linha férrea. A zona é tida como sendo vulnerável a prática de crimes, sobretudo assaltos na via pública e a residências.

Vasco Napaua, delegado político do MDM na província de Nampula, disse ao Ikweli que a infra-estrutura era vigiada por um guarda, o qual não se apercebeu, por distracção da presença dos meliantes. “Os indivíduos aproveitaram-se da distracção do guarda para protagonizarem a sua acção”, disse Napaua.

Cálculos preliminares, segundo Napaua, indicam que o partido fica lesado em pouco mais de 70.000,00Mt (setenta mil meticais), mas a grande preocupação tem a ver com documentos subtraídos no gabinete do delegado da cidade e do chefe da bancada na assembleia autárquica local.

Vasco Napaua, delegado do MDM em Nampula
Vasco Napaua, delegado do MDM em Nampula

Este acto não é novo. Napaua conta que é a terceira vez que a delegação da cidade do Galo é alvo das investidas dos larápios. “Este é o terceiro roubo. O primeiro aconteceu no ano passado 2018, e o alvo dos malfeitores foi a sede da delegação provincial onde, também, subtraíram vários bens e levaram consigo vários documentos importantes do partido. O segundo deu-se aqui na delegação da cidade. Eles sempre que vandalizam as nossas sedes a preferência são documentos”, anotou a nossa fonte, mostrando preocupação por se estar num ano eleitoral e que documentos de candidatos a vários órgãos, como a Assembleia da República e Provincial, estavam na delegação.

Por outro lado, o nosso interlocutor acredita que o roubo pode estar ligado com pessoas de dentro do partido, por isso, o MDM, em Nampula, criou uma equipa para monitorar a situação.

Vasco Napaua disse, também, que os casos são sempre denunciados a Polícia da República de Moçambique (PRM), incluindo o da última sexta-feira.

Por seu turno, a PRM, por via do chefe do departamento das Relações Públicas no Comando Provincial de Nampula, Dércio Samuel, confirmou que a corporação teve conhecimento do incidente e que investigadores estão a trabalhar para esclarecer a ocorrência. (Texto Aunício da Silva e Celestino Manuel *Fotos: Hermínio Raja)