Em “defesa” do Juiz Presidente: Funcionários em posição de chefia “assaltam” sede do Ikweli

0
1402
Edifio do tribunal administrativo de Nampula

Nampula (IKWELI) – Um grupo de funcionários do Tribunal Administrativo Provincial de Nampula (TAPN), na sua maioria desempenhando funções de chefia e afectos ao departamento de vistos, decidiu, aparentemente, por iniciativa própria exigir a direcção editorial do Ikweli, nas primeiras horas laborais desta quinta-feira (7), publicar uma versão deles em que se distanciam das acusações que pesam contra o respectivo Juiz Presidente (JP), Alexandre Manhiça.

Em mais de uma dezena, o grupo de funcionários foi recebido pelo director editorial do Ikweli, Aunício da Silva, o qual, serenamente, escutou a razão da visita deles as nossas instalações.

A conversa durou perto de dez minutos, sob condição de as 14h do mesmo dia voltarem todos para serem entrevistados, individualmente, pelos colaboradores da publicação.

Funcionarios do Tribunal Administrativo com o director editorial do Ikweli, Aunicio da Silva
Momento em que o Director Editorial do Ikweli, Aunício da Silva, explicava ao grupo dos funcionários do TAPN sobre os procedimentos do direito à resposta

No meio de ânimos e exigências descabidas, o director editorial explicou ao grupo os procedimentos para um direito à resposta, segunda manda a lei de imprensa, enquanto parte dos membros do grupo filmavam com recurso a telefones celulares a conversa para exibirem, provavelmente, ao Dr. Alexandre Manhiça, o qual depois da publicação da notícia dando conta do mau ambiente que se vive na instituição que dirige pouco se fez presente às instalações do tribunal, localizadas na mesma avenida onde funciona  a sede do jornal Ikweli.

Nossas fontes no TAPN, garantiram-nos que, cerca de duas horas depois, o mesmo grupo de funcionários reuniu-se com o Juiz Presidente, e o conteúdo das discussões publicaremos na próxima edição, enquanto aguardamos a entrevista com os referidos funcionários. (Redacção)