ABB selecciona jovens de Nampula para a sua academia de futebol

0
343
A Associacao Black Bulls seleccionou tres atletas na cidade de Nampula para irem aprender a jogar na sua academia

Nampula (IKWELI) – Três atletas de futebol onze de Nampula vão a partir de Janeiro do próximo ano, 2020, integrar a academia da Associação Black Bulls (ABB) sedeada na capital moçambicana, Maputo, em resultado da campanha promovida pela agremiação na caça de talentos naquela província nortenha.

Entre os dias 25 e 26 do corrente mês de Novembro, a ABB promoveu um torneio no estádio 25 de Junho, na cidade de Nampula, e testou perto de 200 atletas da idade compreendida entre os 15 aos 19 anos.

Parte dos atletas que participaram do torneio promovido pela ABB

Esta competição ditou a pré-selecção de 16 atletas, dos quais apenas 3 tiveram a sorte de serem seleccionados e começarem a sonhar com uma boa formação, e quiçá a militarem num clube de sucesso.

Trata-se dos atletas Edgar Justino Muleva e Eduardo Narcísio, ambos do clube Ferroviário de Nampula, e Carlos Miguel, atleta sem clube.

Para a selecção destes talentos, Hélder Duarte, coordenador de formação da ABB, disse ao Ikweli que tomou-se como base fundamental, para a avaliação, as qualidades técnicas, tácticos, psicológicos e físicos.

Duarte disse ao nosso jornal que a província de Nampula possui muito talento, faltando, porém, a cultua táctica que normalmente é trabalho das academias. “Encontrei jogadores com bastante capacidade técnica, agora falta-lhes um pouco da cultura táctica que é um geral. Esse é o nosso trabalho que fizemos na academia, que é apresentar-lhes o jogo de outra forma. Temos excelentes condições a nível de trabalho com relva sintética. A nossa ideia de jogo e os métodos de treino são completamente diferentes dos que desenvolvem aqui, por isso automaticamente nós queremos dar valências que eles não tinham, aproveitar o que eles têm e dar-lhe mais valências para torna-los em jogadores mais completos”, disse a fonte, para depois esclarecer que “este projecto da ABB é para identificar jogadores nas províncias que achamos que têm boa qualidade e depois convida-los a irem para a nossa academia no Maputo, e a partir dai potenciarmos e apresenta-los ao mundo, através de torneios internacionais e fazer com que as selecções nacionais tenham uma base muito grande dos jogadores da ABB”.

Por outro lado, a mesma fonte referiu que “a nossa vinda cá em Nampula prende-se com os mesmos propósitos que é de seleccionarmos os melhores, para depois potenciarmos num contexto diferente. Acreditamos que eles vão ter muitos sucessos. No ano passado deixamos muitos atletas, que são a nossa bandeira, em Portugal. A nossa ideia é mesmo essa, escolhermos os melhores, potencia-los e apresenta-los ao mundo”.

Visivelmente satisfeito, Eduardo Narcísio, um dos apurados disse que fazer parte da Academia da ABB constitui uma oportunidade para alcançar o seu sonho, que passa por representar um dos melhores e maior clube de futebol do mundo, o Real Madrid.

Para tal, Eduardo Narcísio, de 15 anos de idade e médio esquerdo e que desenvolve suas habilidades inspirando-se no internacional argentino, Leonel Messi, disse que tudo fará na Academia da ABB para convencer aos técnicos com vista a conquistar o seu lugar.

“Me sinto muito feliz e estou muito confiante mas não vou ficar sossegado enquanto não conseguir o meu lugar e futuramente quero jogar fora de Moçambique que também seria melhor”, concluiu o jovem atleta. (Constantino Henriques)