Há disponibilidade policial para garantir tranquilidade na quadra festiva em Nampula

0
618
A PRM nao quer brincadeiras na quadra festiva em Nampula

Nampula (IKWELI) – As autoridades policiais na província moçambicana de Nampula asseguram estarem criadas todas as condições, dentre efectivos policiais e a logística, para fazer face as operações da quadra festiva de natal e do fim de ano.

Mesmo sem avençar o efectivo real dos agentes destacados para manter a ordem e tranquilidade públicas, segurança rodoviária entre outros sectores ligados a corporação, o comandante Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, Moisés Gueve, disse que a corporação, neste ponto do país, está preparada, em todos os aspectos, e por isso decreta tolerância zero contra indivíduos que tentarem perturbar a ordem e tranquilidade públicas, durante a quadra festiva.

Moisés Gueve justificou a sua afirmação, no que concerne a efectivos e meios materiais, ao apresentar publicamente e entregar, na última quarta-feira (18), alguns meios de transportes a serem usados durante as operações da quadra festiva. Além de meios circulantes, a corporação apresentou um número considerável de oficiais e agentes operativos de diferentes ramos da polícia, destacando-se Polícias de Protecção, de Trânsito, Fluvial e Lacustre.

Gueve pediu, na ocasião, aos membros da PRM para estarem atentos a quaisquer desordens e redobrar os esforços, no sentido de garantir segurança aos cidadãos em qualquer ponto deste país.

“De acordo com a especialidade de cada um dos membros da PRM, os colegas da Polícia da Protecção, Trânsito, Protecção dos Recursos Naturais e Meio Ambiente, Polícia Costeira, Lacustre e Fluvial, Migração, Corpo de Salvação, entre outras áreas, devem estar atentos e mais actuantes”, exigiu aos agentes o número um da PRM em Nampula.

O recém-nomeado comandante da Polícia, na mais populosa província do país, avisou que não quer saber nada de indisciplina no seio da corporação e assegurou que poderão ser tomadas medidas, também, contra agentes com condutas desviantes durante o período. Um dos comportamentos inadmissíveis, de acordo com Gueve, incluiu os esquemas de corrupção nas fileiras.

Moisés Gueve apela a população para denunciar, as instâncias competentes, todos os indivíduos de conduta duvidosa porque “muita das vezes, os criminosos são nossos irmãos, tios, primos, cunhados e filhos, daí que devemos ter a coragem de denunciar essas pessoas”.

Por outro lado, o comandante da PRM em Nampula fez saber que a Polícia de Trânsito está a desenvolver campanhas de sensibilização nos lugares de maior aglomeração populacional, sobretudo nas terminais rodoviárias e nos mercados que se localizam nas bermas das estradas para que os utentes respeitem as regras de circulação na via pública.

“Quer no trânsito rodoviário, quer ao nível dos peões, estamos a intensificar a educação pública, para permitir que as pessoas tenham consciência da maneira como devem circular”, explicou Moisés Gueve.

O nosso interlocutor disse que as sensibilizações são extensivas para os automobilistas que operam nas rotas inter-distritais, no sentido de evitar a super lotação nas viaturas durante o seu percurso. (Celestino Manuel)