Para engrossarem fileiras de insurgentes: Interceptados mais de duas centenas de jovens oriundos de Nampula

0
778

Nampula (IKWELI) – O Comandante-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Bernardino Rafael, anunciou na cidade de Nampula que nos últimos tempos, pelo menos mais de 200 duzentos jovens oriundos da mais populosa província do país foram interceptados pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS) a caminho da província de Cabo Delgado, supostamente, para integrarem as fileiras dos grupos armados insurgentes que desde 2017 têm vindo a semear terror na região.

A neutralização dos mesmos aconteceu em diversos pontos de Cabo Delgado, e na ocasião justificaram-se que seguiam para aquele ponto do país convidados para a prática de actividades piscatórias e exploração de madeira.

Relativamente a intercepções anterior, Rafael refere que este número é inferior quando comparado com os casos registados nos anos anteriores.

Por outro lado, o polícia número um da República de Moçambique afirmou que um outro grupo de jovens escaparam das malhas da corporação e foi juntar-se aos insurgentes em Cabo Delgado, ao que apelou-os a abandonarem as práticas criminais.

“Em Cabo Delegado não existe emprego de pesca que até precisa de recrutar pessoas de outras províncias, dai que devemos ser vigilantes nos nossos bairros, com indivíduos de conduta duvidosa, só assim é que podemos combater estes malfeitores”, apelou Bernardino Rafael.

Na última segunda-feira (25), o comandante-geral da PRM realizou uma reunião de ligação polícia – comunidade na cidade de Nampula, e informou ainda que vários jovens foram devolvidos ao convívio familiar interceptados a caminho de Cabo Delgado para se juntar aos insurgentes. (Celestino Manuel)