Administrador de Murrupula acusado de venda ilegal de terra

0
1251
Administrador de Murrupula vende terra ilegalmente
  • O processo 11/2019 vai a julgamento no próximo dia 26 do corrente mês no Tribunal Judicial do Distrito, e envolve ainda um secretário de bairro.

Nampula (IKWELI) – O administrador do distrito de Murrupula, Crisanto Estêvão Impila, é acusado de ter atribuído ilegalmente uma concessão de terra a um agente económico, usurpando-a de uma cidadã que a tinha adquirido anteriormente e obedecendo todos os procedimentos.

Esta acção do administrador Impila concorreu para a abertura de um processo judicial, o qual teve início no Gabinete Provincial de Combate a Corrupção (GPCC) de Nampula, segundo disse ao Ikweli o respectivo porta-voz, Dr. Freddy Jamal.

Instruído e acusado, o processo com o número 11/2019 vai a julgamento na próxima quinta-feira (26), no Tribunal Judicial do Distrito de Murrupula, e contra o dirigente pesa acusação da prática de actos de corrupção, na forma de abuso de cargo ou função.

“Não conseguimos provar se ele [o administrador] recebeu dinheiro de um dos lesados ou não”, disse Jamal, para depois referir que “o que conseguimos provar é que ele atribuiu um espaço pertencente, legalmente, a uma cidadã a um outro indivíduo”.

Da fase da instrução, ficou provado que a cidadã tinha seguido todos os procedimentos legais para aquisição da porção de terra em litígio, quando naltura Alzira Manhiça era a administradora de Murrupula. Ainda que com todos os documentos de prova da ocupação do espaço, que constam dos arquivos dos Serviços Distritais de Planeamento Infra-estruturas, o administrador ignorou-os cedendo o espaço a um empresário que pretende construir bombas de combustível no mesmo espaço.

Quem, também, acompanha o administrador no banco dos réus é o secretário do bairro onde fica localizada a concessão. (Aunício da Silva)