Parlamento Infantil condena actuação da polícia contra crianças em Nampula

0
134
a policia esta a recolher crianças nas ruas como forma de prevenção da covil-19

Nampula (IKWELI) – O Presidente do Parlamento Infantil (PI), em Nampula, Yasser Muterrua, condena a actuação da Polícia da República de Moçambique (PRM), naquele ponto do país, contra crianças na vigência do estado de emergência, decretado pelo Presidente da República para fazer face ao cumprimento das medidas da prevenção do novo coronavírus.

A actuação de alguns agentes da PRM contra as crianças estende-se da violência física a extorsão, sendo as principais vítimas os menores que, também, são vítimas do trabalho infantil.

“Nós não sabemos qual é o tipo de tratamento que os menores são dados quando são levados para os postos policiais, porque na polícia tudo funciona na ditadura, e isso nos preocupa muito, como órgão que luta, diariamente, pela defesa dos direitos das crianças em Moçambique”, precisou o presidente do Parlamento Infantil em Nampula.

Para reduzir estes casos, Yasser disse que o PI enviou um ofício ao comando da corporação denunciado estes actos, e solicitando a protecção da criança.

Por outro lado, a nossa fonte assegurou que, em breve, a agremiação de menores vai levar a cabo acções de sensibilização dos pais e encarregados de educação para que não abusem as crianças com o trabalho infantil, contribuindo assim na redução da circulação de crianças, de forma indefesa, pelas ruas.

“Os pais devem perceber que os seus filhos não estão de férias, mas sim as aulas foram suspensas devido a pandemia do novo coronavírus que está a assolar o nosso país e o mundo todo”, anotou Yasser Muterrua.

Num outro desenvolvimento, o nosso interlocutor deu a conhecer que na semana passada, o Parlamento Infantil, na província de Nampula, distribuiu mais de 150 máscaras a igual número de crianças, com destaque para as desfavorecidas do distrito de Monapo.

“Nós acreditamos que é possível proteger as crianças da covid-19, mas para tal os pais e encarregados de educação tem uma tarefa muito fundamental, porque tudo começa com eles. Primeiro não podem deixar as crianças saírem de casa, segundo devem sentar com elas e explicar o que o coronavírus é, e terceiro ensinar como devem se prevenir da mesma”, concluiu o nosso entrevistado.  (Celestino Manuel)