BNBC quer formar reclusos para a vida pós cumprimento de penas

0
71
  • Na manhã de ontem, a empresa ofereceu material de higienização e alimentar aos reclusos do EP Provincial de Nampula e ainda vai, trimestralmente, pulverizar e desinfectar o local.

Nampula (IKWELI) – A Agência Privada de Emprego – BNBC, em coordenação com o Serviço Nacional Penitenciário (SERNAP), vai munir de capacidades técnico-profissionais aos reclusos do Estabelecimento Penitenciário (EP) Provincial de Nampula, por forma a terem facilidade de reintegração após cumprirem as suas penas.

De acordo com Bernardo Bomba Caetano, director da BNBC, as formações serão nas áreas de corte e costura, informática, culinária, electricidade e outras.

A fonte apontou na manhã de hoje, quarta-feira (16), durante uma cerimónia de entrega de material de higienização e alimentar aos reclusos daquele estabelecimento penitenciário, que o projecto já deveria estar em curso, mas atrasou-se devido a pandemia da covid-19, em cumprimento das medidas de prevenção da doença.

Nesta primeira fase, segundo a fonte, o projecto vai abranger um total de 100 reclusos, entre homens e mulheres da EP desta parte do país.

“Não escolhemos o estabelecimento penitenciário ao acaso, nós temos um projecto já numa fase avançada e pretendemos vos apoiar criando condições para a vossa reintegração. Esperamos que vocês mudem de comportamento, porque vamos criar espaços para os estágios profissionais. Há um certo receio sobre a vossa forma de pensar e agir, mas nós damos a nossa mão e votos de confiança, uma vez que o projecto é A Vida Oferece Mais Uma Chancee é essa chance que queremos oferecer a vocês”, disse Bernardo Bambo Caetano, falando aos reclusos do EP Provincial de Nampula.

O director da BNBC garantiu aos reclusos que, caso se dediquem e pautem pelo auto-emprego, já existem microfinanças interessadas em financiar os seus projectos, sobretudo, aqueles que se juntarem em associações. Aliás, A Vida Oferece Mais Uma Chance é um projecto que vai apoiar os reclusos depois de cumprirem a pena, de modo a dar o acompanhamento aos favorecidos.

Por sua vez, o director do Estabelecimento Penitenciário Provincial de Nampula, Mangue Jordão, agradeceu a empresa pela iniciativa, garantindo dar acompanhamento aos trabalhos a serem desenvolvidos no decurso das formações que se prevê iniciar em Outubro próximo nesta cidade.

Para além da promoção de formações técnico profissionais, a Agência Privada de Emprego – BNBC procedeu a entrega de produtos de higienização e alimentação aos condenados da EP Provincial de Nampula, com destaque para sabão, água potável engarrafada, baldes para a lavagem das mãos e sumo. Igualmente, a agência passará a pulverizar, trimestralmente, as celas de modo a evitar a praga de mosquitos, entre outros insectos que atacam os detidos. (Esmeraldo Boquisse)